Qualidade Testada e Aprovada

Compromisso com a qualidade, tecnologia e com o consumidor brasileiro. Tenha a certeza que ao adquirir um colchão certificado você terá um produto diferenciado e que atende as mais rigorosas normas de produção.

As normas do INER para colchões de espuma são mais rigorosas do que as normas brasileiras. Veja no caso da resiliência, que o percentual exigido pelas normas do INER, são mais de 10% superiores as exigidas pelas Normas Brasileiras. E, quanto maior a resiliência, melhor a elasticidade da espuma.

No item de Deformação Permanente, quanto MENOR a deformação, MAIOR é a durabilidade do colchão. A especificação da Norma do INER, exige menor índice de deformação, do que os das normas brasileiras.

O mesmo acontece quando o percentual de Fadiga é menor. As normas do INER para este teste de perda de dureza também são mais rigorosas. E quanto MENOR a perda da dureza, MAIS o colchão conserva as características iniciais. Os percentuais admitidos pelas normas brasileiras são maiores.

Para a ESPUMA AGLOMERADA (AG), além das propriedades exigidas pela Norma Brasileira, a Norma do INER estabelece um percentual máximo de “teor de cinzas”, eliminando a possibilidade de cargas inorgânicas na espuma, o que causaria falsa densidade e falsa dureza.

O colchão de espuma de poliuretano é um bem de consumo durável, destinado ao repouso humano, constituído por lâmina (s) de espuma devidamente revestido.

São utilizadas espumas de densidades diferentes, com propriedades físicas distintas, para que o usuário possa escolher o colchão mais adequado ao seu biotipo e que garanta um repouso saudável e confortável.

Para garantir a escolha correta do colchão de espuma de acordo com o seu peso e altura, o INER criou a Tabela de Biotipo.

Para identificar os colchões de espuma de poliuretano D18, D20, D23, D26, D28, D33, D40 e D45 certificados e fabricados pelos associados ao INER, foi desenvolvido o certificado de Qualidade Pró-Espuma, que é costurado no colchão ao lado da etiqueta do fabricante.

E para garantir que as normas sejam cumpridas, os colchões de espuma dos associados ao INER são fiscalizados desde a produção até o varejo, sempre a partir de testes físicos feitos no Senai de Curitiba.

O colchão de molas é um bem de consumo durável, destinado ao repouso humano, constituído por uma estrutura de molas (molejo), sobre o qual é colocado um material isolante, um estofamento constituído de espuma de poliuretano ou de outros materiais, devidamente revestido.

Para cada tipo de molejo, são especificados a bitola do arame e o número de molas por m2.

Há dois tipos de colchões de molas, o de duas faces, com estofamento em ambas as faces, e o de uma face, com estofamento em uma única face.

Para identificar os colchões de molas certificados e fabricados pelos associados ao INER, foi desenvolvido o Certificado de Qualidade Pró-Molas, que é costurado no colchão ao lado da etiqueta do fabricante.

E para garantir que as normas sejam cumpridas, os colchões de molas fabricados pelos associados ao INER são fiscalizados desde a produção até o varejo, sempre a partir de testes físicos feitos no Senai de Curitiba.

Normas do INER são mais rigorosas

Para os colchões de molas as normas do INER são mais rigorosas do que as que são exigidas pelas Normas Brasileiras. A densidade mínima da espuma do estofamento dos colchões de molas, que verifica a quantidade de matéria-prima utilizada para produzir 1 metro cúbico de espuma, tanto para o colchão de duas faces quanto de uma, é D28 na norma do INER e D26 na norma brasileira. E quanto maior a densidade melhor o desempenho do colchão.

O travesseiro é uma almofada usada na cabeceira do colchão que serve para o apoio da cabeça, proporcionando melhor acomodação do usuário no colchão, produzido com espuma de poliuretano e outros materiais

A escolha do travesseiro adequado para cada usuário é pessoal e conforme seu conceito de conforto.

Para assegurar a qualidade dos travesseiros de espuma fabricados por seus associados, o INER criou o Certificado de Qualidade Pró-Espuma Travesseiro, que garante a qualidade da espuma dos travesseiros, produzidos conforme Normas Técnicas do INER, as mais rigorosas do mercado.

Para garantir que as normas sejam cumpridas, os travesseiros (a exemplo dos colchões de espuma e molas) são fiscalizados desde a produção até o varejo, sempre a partir de testes físicos feitos no Senai de Curitiba.

O móvel estofado pode ser de um ou mais lugares, composto de assento e encosto, com ou sem braço, com estofamento de espuma de poliuretano ou outros materiais, devidamente revestido. O estofado é utilizado para o descanso e na decoração de ambientes residenciais ou comerciais.

Para garantir a qualidade dos estofados, o INER criou o Certificado de Qualidade Pró-Espuma Estofado, que certifica as espumas dos estofados produzidos pelas empresas Associadas ao INER e também por fabricantes de estofados que adquirem espumas dos Associados do INER.

Portanto, no caso dos estofados, foi aberto uma nova oportunidade para inúmeros fabricantes de estofados receberem o aval do Certificado do INER, que há quase três décadas avalia a qualidade dos colchões de espuma e de molas.

O fabricante de estofados é parceiro do INER e do Associado, assumindo compromisso formal de ostentar o Certificado Pró-Espuma Estofado e entregar ao consumidor um produto com qualidade garantida e fiscalizada.

Para garantir que as normas sejam cumpridas, as espumas dos estofados (a exemplo dos colchões de espuma, colchões de molas e travesseiros) são fiscalizadas desde a produção até o varejo, e os testes físicos feitos no Senai de Curitiba.

Fale Conosco

Envie suas dúvidas, comentários e sugestões para nós. Ficaremos felizes em responder!

Rua Dr. Albuquerque Lins, 537 - CJ. 66
São Paulo/SP

+55 11 3825-5530

contato@proespuma.org.br